Esportes

Published on novembro 6th, 2012 | by Ivan Luiz

0

Galvão Bueno, amado ou odiado?

Bem amigos do Padoca Virtual, começamos aqui mais uma postagem para nossos leitores e ainda os não leitores também!!! Existem certos bordões que são eternizados como: “É tetra, é tetra, é tetra…”; “Esses são os gladiadores do terceiro milênio…”; “Ayrton, Ayrton, Ayrton Senna do Brasil…” ou o tradicional “Bem amigos da Rede Globo…”, amado e odiado, só podemos estar referindo a ele – Galvão Bueno!

Gostando ou não Carlos Eduardo dos Santos Galvão Bueno, nascido na Tijuca, bairro do Rio de Janeiro (RJ), em 21 de junho de 1950 é um dos maiores locutores esportivos da televisão brasileira e quiçá o mais polêmico. Apesar de carioca iniciou a carreira em São Paulo, em 1974, participou de um concurso para ser repórter e comentarista do programa Disparada Esportiva da rádio Gazeta (SP). Conseguiu o primeiro lugar e ficou na emissora até 1977.

Trabalhou depois nas rádios Record e Bandeirantes, e iniciou a carreira como narrador esportivo pela TV Bandeirantes na Copa de 78, na Argentina. No ano de 1982, Galvão Bueno é convidado a trabalhar na emissora carioca Globo, começando ali futuramente a relação de amor e ódio com a torcida brasileira. Nestes últimos 30 anos no cenário esportivo, Galvão esteve presente narrando os maiores eventos mundiais e marcantes da história.

Fatos e narrações marcantes

Automobilismo – a conquista dos 2 títulos de Nelson Piquet, em 1983 e 1987; as vitórias de Ayrton Senna no Grande Prêmio do Brasil, e os 3 campeonatos vencidos pelo piloto em 1988, 1991 e 1993.

Olimpíadas – transmitiu com Osmar Santos a cerimônia de abertura das Olimpíadas de Los Angeles 1984. Participou também de narrações nos Jogos Olímpicos de Seul 1988; nos Jogos Olímpicos de Atlanta de 1996; nas Olimpíadas de Sydney 2000; cobertura dos Jogos Olímpicos de Atenas 2004, nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008 e em Londres neste ano, esteve pela SporTV (canal pago da Rede Globo). Vale citar que Galvão Bueno em 1992, havia saído da emissora deixou a para trabalhar no projeto da Rede OM de televisão retornando a TV Globo, no ano seguinte.

Copa do Mundo – Copa do Mundo da Espanha 1982, quando fez a transmissão dos jogos do grupo da Itália e da Alemanha, ao lado de Sérgio Noronha. Copa do Mundo do México 1986; Copa do Mundo da Itália 1990; em 1994, transmitiu a conquista do tetracampeonato mundial de futebol da seleção brasileira; na Copa do Mundo da França, em 1998, narrou a derrota da seleção brasileira para a França por 3 a 0; na Copa do Mundo do Japão/Coreia do Sul 2002, comemorou com os comentaristas Arnaldo César Coelho e Paulo Roberto Falcão a conquista do pentacampeonato com os jogadores na cabine da TV Globo; em 2006, cobriu a Copa do Mundo da Alemanha; e em 2010, narrou a Copa do Mundo da África do Sul, quando no término das transmissões após a final anunciou o fim da carreira como locutor esportivo na Copa do Mundo de 2014 aqui no Brasil.

Então a data do provável fim de carreira do Galvão fica para o dia de julho de 2014…

Polêmicas

A relação de amor e ódio por Galvão Bueno entre uns acharem ele o ícone da locução esportiva nacional, entre aqueles que o criticam pela forma exagerada e considerado por muitos de ufanista em qualquer esporte que estejam a nossa pátria mãe, Galvão já alguns anos sofre com xingamentos e ofensas quando vai há estádios para transmissões esportivas. Na última transmissão do UFC 153 no Rio, Galvão foi homenageado ao vivo, porém nem deu trela…

Cala a boca Galvão

Quem não se lembra da trolagem que os brasileiros proporcionaram na última Copa do Mundo, na África do Sul…? Durante a cerimônia de abertura da Copa do Mundo FIFA de 2010 para o Brasil, a expressão “Cala a boca Galvão” começou a se espalhar rapidamente pelo Twitter por internautas insatisfeitos com os comentários do locutor.

A hashtag #calaabocaGalvao, alcançou a trendig topics mundial do microblog, e, muitos órgãos da imprensa mundial querendo repercurtir o fato, entre eles The New York Times e El País , publicaram que a expressão fazia parte de um movimento para salvar uma suposta ave em perigo de extinção no país… Uma verdadeira ave ou melhor mico, que a imprensa internacional pagou!

Renato Maurício Prado

A última polêmica na qual Galvão Bueno se envolveu foi com o ex-comentarista do programa Bem Amigos na SporTV (apresentado pelo Galvão), durante os Jogos Olímpicos de Londres 2012 em agosto. Renato Maurício Prado revelou coisas ditas pelo Galvão durante os bastidores ao vivo, e quase os dois saem na mão… Advinha quem riu por último nesta história?

A questão é que Galvão Bueno sendo idolatrado ou ignorado, nas suas transmissões ele sempre rouba a cena, elegendo mocinhos e bandidos, derrubando e escalando treinadores ou jogadores; ou na sua melhor especialidade – fazendo comentários pitorescos e sendo assunto nas redes sociais, nas mesas de bar e foco das atenções.

Tags: , , ,


About the Author

Idealista por opção e um chato convicto. Acredita que quando se ama o que faz, o sucesso é apenas consequência e não objetivo. A curiosidade e a ânsia por conhecimento, guiaram-lhe ao Jornalismo. Ama as coisas simples e tem a sua maior riqueza medida pelas amizades. Mudanças são inevitáveis, se as oportunidades não aparecem, procura criá-las!



Deixe uma resposta

Back to Top ↑
  • + Colunas

    Padocast | O Podcast do Padoca Virtual Cinéfilos | Padoca Virtual Games | Padoca Virtual Música | Padoca Virtual Comportamento | Padoca Virtual